Now the sky could be blue.

Big Dreams by Roux_S.


Não resisti. Fiquei pensando, principalmente quando olhava outros blogs, por que não escrever de novo? A minha mente é uma máquina incessante, e os ouvidos meio que são as chaminés por onde toda a fumaça do trabalho pensante sai. Ou deveria dizer dedos? Não sei. É tarde demais e o dia foi cansativo pra eu começar com metáforas agora. Enfim, fiquei pensando em por que não escrever de novo? Geralmente eu levo dias pra postar, e posto apenas uma vez. Ora, esse blog é meu não? Então eu devo fazer o que me apetece. 
E o que me apetece agora é falar do futuro.
Com certeza todos já se imaginaram daqui há vinte, dez, cinco anos. Sonhos muito distintos, ambições diferentes, caminhos que podem entrelaçar-se ou não, a vida é uma coisa muito engraçada e pobre é aquele que acredita que controla ela. Então, é interessante como ao olhar para o céu, naqueles dias onde as nuvens tomam formas estranhas e costumamos ver animais nelas, e paramos para pensar o que somos perto de tudo que existe, o que vamos ser, o que temos que contribuir pra essa humanidade. A marca que vamos deixar para o vindouro.
Mas alguém já refletiu sobre o passado? Se o que é hoje, é o que idealizou há cinco, dez, vinte anos atrás? Conseguiu tudo que queria, seus desejos mudaram? Permanecem? Você luta por eles? Seus princípios são os mesmos? Os erros que cometeu lhe ensinaram algo, ou você continua fazendo-os? O que você fez com a sua vida nesse tempo? Qual contribuição você já deixou para trás?
Falando por mim, eu acho que não fiz muita coisa não. Podia ter sido melhor, podia ter feito coisas de outro jeito, modificado certas situações, não passado por outras. Mas engraçado, é que tudo é uma questão de poderia ter feito. Deveria. Não fiz. E não acho que hoje eu esteja tão ruim, só diferente do que esperava estar, mas não obtusamente dispensável. Talvez, eu esteja até melhor de um certo ponto, minha visão de futuro sempre foi muito romantizada, eu sempre fui muito controladora e metódica e eu sempre vou ser assim, e por consequência, apanhar muito pelos anos que seguem, como já apanhei pelos que foram. E além disso, meu futuro sempre dependeu de outros futuros. Arrogante, como disse, ao achar que eu controlava a minha vida. E é arrogante quem pensa assim. Não existe um estabelecimento de atitudes, tudo o que se faz afeta outros, muitos desconhecidos e você nem sabe o poder da sua decisão ou atitude. É uma cadeia complicada, fabulosa, tentadora a passar-se horas pensando sobre. E assim como você afeta a vida dos outros, como partículas chocando-se umas com as outras, elas também afetam a sua. As leis da física, por vezes mostram as leis da vida, e olha que eu nem gosto tanto de física assim. 
Estou cansada e com sono.

Buenas noches, chicos. ;*

Trilha sonora do Post: Strawberry Swing - Coldplay.
Beijos especiais: Tami Cereja (Tu és muito mais do que pensam, beibe), Elisa Haydée (Irmã pra toda vida) <3 e Diego Tapioca (D de Amante. IAHDUIA).

4 comentários:

  1. Somos impotentes quanto ao tempo. Não podemos pegar o que ficou para traz no caminho, a não ser que levemos sempre conosco. Ele nos mata e nos consume aos poucos. Muito bom seu blog, muito boa a postagem.

    Boa noite

    ResponderExcluir
  2. Querida Alessandra,

    Em dialética, quero dizer que você soube argumentar muito bem seus pensamentos, isto para provar que não há estabelecimento sobre idade, em conceitos e atitudes. Desta forma, estive pensando na valorização ou a desvalorização do tempo, das horas e cada história que a compõe. Um fato, entretanto é o passado, aquilo que foi e partiu. Nunca haverá na história de qualquer um, ou ainda da humanidade um acontecimento igualitário, a cada espasmo, tempo, hora, as coisas mudam. Quanto mais nossos pensamentos, nossa influência em nós e nos outros.

    Obrigada pela passagem no Memórias, isto me dá viço para continuar, sem dúvidas.

    Um abraço!

    http://memoriaspsicodelicas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. TEMOS QUE SABER LEVAR O QUE É BOM
    E APRENDER COM O TEMPO!

    ResponderExcluir
  4. achei bom eu ganhar beijo especial u_u'

    mas, dona alessandra, eu estava pensando nisso naquela hora que estávamos conversando sobre você sabe o que no msn LOL'

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante pra mim! :)