Pagode Marxista

Olha a luta de classes aí geeeeente!



Puta. Que. Pariu. Fudeu.
São as quatro palavras que unidas num único período formam a frase reveladora da minha vida no momento. Sério, eu fico me imaginando no final do semestre meio zumbi, esquelética (o que é mostra a gravidade do assunto), com tiques e tudo o mais, e já fazendo mantras longos para a Nossa Senhora do Fim de Período. Por que, definitivamente o conceito EXC se tornou o Graal, ou sei lá, a Pedra Filosofal, já vimos, criamos, mas escapuliu das nossas mãos e então estamos na procura desenfreada, cada vez mais difícil. Tudo bem, eu nunca quis ter uma bolsa de mestrado no exterior mesmo. Nem.
Sim, isso é drama.
Agora, voltando a realidade, a coisa pesou. E o funilamento da carreira universitária ta começando. Não vai ser todo mundo que vai aguentar esse tranco não, infelizmente. Quer dizer, é naquele momento em que você percebe sua tendência masoquista (traduzindo: você gosta mesmo do assunto), ou então percebe a burrada que você fez e que não era bem aquilo que você queria. Essa última parte eu vejo no rosto de muita gente da minha sala, hoje. Eu... Não era bem o que eu queria de início, entretanto, eu acabei gostando da coisa. Até por que Relações Internacionais foi uma vertente surgida das Ciências Sociais, então, é tudo farinha do mesmo saco, ou sei lá como costumam falar.
Já perceberam que eu enrolo demais? É, eu também.
O mais famoso dos três porquinhos finalmente aterrisou em nossas vidas como um belo furacão Andrew da vida, Karl Marx. O alemão pródigo. O cara que todo militante político de esquerda baba-ovo e os menos estudiosos, acreditam que é um Deus. Por que se acreditam que o cara é perfeito e sem falhas, então é um Deus, né? Mas, hei, não me atirem pedras. Não disse que são todos, disse que são a minoria desinformada. Por que, sério, pra você entender Marx, você tem que ler. E às vezes nem isso é garantia por que o cara é... Complicado. Ou seja, não precisava que O Capital custasse tão caro pra não ser acessível à massa, com uma escrita daquelas, mesmo que custasse um real ia dar no mesmo, é muito ruim de ler e compreender. Só batalhando. Vai ver não tinha Alemão Instrumental quando ele fazia universidade (Hora da piada sem graça). O que não tira o mérito da obra ser brilhante. Mas, hei, os gênios são eles, logo, nós quem temos que nos adequar, não é a frase algo assim?
Enfim, eu odeio Marx. Ele vai ferrar meus conceitos.
Mas, eu vou aprendê-lo.
Eu acho.
Suponho.
Espero.


Aloca, ô vida.
Sempre suspeitem dos cursos que são mais fáceis de passar no vestibular. Por que eles só podem ser fáceis até aí.





Créditos do título: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=6926867

Um comentário:

  1. Também estudo RI, mas estou apenas no começo.

    Sempre ouvi, desde o colégio, meu professor de Filosofia dizendo o quanto era difícil aprender Marx, principalmente pela escrita dos seus trabalhos. O professor tem um papel importantíssimo se for capaz de quebrar cada bloco da ideologia Marxista e passá-lo de forma clara para a turma.

    Boa sorte, vc vai precisar.

    ResponderExcluir

Seu comentário é importante pra mim! :)