Nó científico



Sabe quando você está naqueles momentos reveladores da sua vida em que você descobre que tudo em um porquê de acontecer? Acabei de passar por um desses, e não é fácil. Na verdade, chegar a essa conclusão é até uma trajetória que não exige muito quando fazemos em termos abstratos. O problema é a explicação.
Não é só dizer que as coisas tem um porquê de acontecer, mas é mostrar os porquês das coisas acontecerem. 
De repente tudo dá um nó.
E você descobre que a didática atrapalha e também é o que mantêm a sua sanidade. Já pensou se você tivesse que olhar para o panorama complexo da sua realidade de uma vez só, logo ao "nascer" cientificamente? 
Nosso processo de aprendizagem segmentado e alvo de críticas pode ser ruim, mas acho que hoje eu enxerguei o seu propósito. 
Passamos uma vida toda aprendendo coisas segmentadas, para depois, amadurecidos intelectualmente (nos termos de capacidades cognitivas e raciocínio), desaprender a fragmentar e aprender a analisar ao nosso redor levando em conta o maior número de elementos que podemos visualizar.
Só há uma palavra que define isso: LOUCURA.
E então você descobre porque está na área certa, pois é uma loucura que te encanta. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante pra mim! :)